Hospital Regional Emília Câmara

O Hospital Regional Emília Câmara, localizado no município de Afogados da Ingazeira, é uma das principais unidades da X Geres. A inauguração da atual sede foi em 2006. Antes, o Emília Câmara estava instalado em um antigo prédio doado à prefeitura de Afogados da Ingazeira pela Diocese do município. Além da população do município, a unidade de saúde atende ainda moradores de Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixabá, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira e Tuparetama. 


Hospital Regional Dom Moura

Localizado em Garanhuns, o Hospital Regional Dom Moura é referência para os 21 municípios que compõem a V Gerência Regional de Saúde (Geres), com seus mais de 500 mil habitantes. A unidade atende os casos de emergência nas especialidades de clínica médica e cirúrgica, obstetrícia, pediatria e ortopedia. 

 

 

Hospital Getúlio Vargas

Fundado há 62 anos, o Hospital Getúlio Vargas, no Cordeiro, é referência no Estado na área de ortopedia, realizando, mensalmente, mais de 2.700 atendimentos na emergência e outros 20 mil no ambulatório. Há mais de dez anos, o local é o único da rede estadual a contar com um programa de órtese e prótese, oferecendo à população cadeiras de rodas, de banho, muletas, próteses de membros inferiores e superiores, entre outros, além de possuir equipe multidisciplinar para o acompanhamento do paciente durante todo o período de adaptação aos dispositivos ortopédicos.
 

Hospital Geral de Areias

O Hospital Geral de Areias (HGA) surgiu, em 1980, como Posto de Assistência Médica 7, vinculado ao antigo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps). Ele foi incorporado, em 1990, ao Estado, quando ganhou a atual denominação. Atuando em casos de baixa e média complexidade, o hospital realiza, mensalmente, cerca de 3,5 mil atendimentos na emergência clínica, 3 mil na emergência pediátrica, 950 na emergência odontológica e 3,5 mil consultas no ambulatório.

 

Hospital Geral da Mirueira (Sanatório Padre Antônio Manuel)

Uma verdadeira micro-cidade foi fundada em 1941 para atender às recomendações do Serviço de Profilaxia da Lepra (hanseníase): era o Hospital Geral da Mirueira. Projetado com ruas, praças, templo religioso, prefeitura, escola, área de lazer, além dos complexos médicos necessários, o complexo tinha por objetivo minimizar o sofrimento dos pacientes. A unidade era símbolo do isolamento social dos acometidos pela doença em Pernambuco.

 

Hospital Belarmino Correia

Há mais de 90 anos, o primeiro prefeito do município pernambucano de Goiana recebeu uma homenagem, emprestando o nome ao Hospital Berlarmino Correia. Inauguração em 28 de dezembro de 1924, a unidade pertence à rede pública estadual, atendendo os usuários residentes em Goiana (sede e distritos) e nas cidades adjacentes como Condado, Itaquitinga, Aliança, Camutanga, Itambé, Timbaúba, Macaparana, e as cidades de Pitimbú e Caapora ambas pertencente ao estado da Paraíba.

 

Subscrever RSS - Geriatria