Hospital Otávio de Freitas

Batizado inicialmente de Sanatório do Sancho, no bairro de Tejipió, a unidade é voltada para o tratamento de pacientes com tuberculose e outras doenças respiratórias. O hospital começou a ser construído ainda na década de 1940, durante o governo do in terventor Agamenon Magalhães, mas só foi fundado no dia 23 de janeiro de 1956.

 

Hospital Metropolitano Norte – Miguel Arraes de Alencar

Inaugurado em 15 de dezembro de 2009, o HMA foi o primeiro grande hospital de trauma construído na Região Metropolitana do Recife em 40 anos – o último havia sido o Hospital da Restauração, em 1969. Também foi o primeiro, na rede pública de saúde, a adotar o modelo de gestão via Organização Social (OS). Hoje, a instituição é responsável por mais de 2 mil atendimentos de emergência mensais.

 

Hospital Regional José Fernandes Salsa

Com capacidade de realizar mais de seis mil atendimentos por mês, o Hospital Regional José Fernandes Salsa, localizado no município de Limoeiro, pertencente à II Geres e atende à população de cerca de 30 municípios da Zona da Mata Norte.  Casos até média complexidade são atendidos no hospital.

 

Um dos destaques é a maternidade 24 horas, onde obstetras, pediatras e anestesistas de plantão recebem os pacientes por ordem de gravidade. A unidade também assiste outras cidades mediante indicação da Central de Regulação de Partos da SES.

 

Hospital Getúlio Vargas

Fundado há 62 anos, o Hospital Getúlio Vargas, no Cordeiro, é referência no Estado na área de ortopedia, realizando, mensalmente, mais de 2.700 atendimentos na emergência e outros 20 mil no ambulatório. Há mais de dez anos, o local é o único da rede estadual a contar com um programa de órtese e prótese, oferecendo à população cadeiras de rodas, de banho, muletas, próteses de membros inferiores e superiores, entre outros, além de possuir equipe multidisciplinar para o acompanhamento do paciente durante todo o período de adaptação aos dispositivos ortopédicos.
 

Hospital Geral de Areias

O Hospital Geral de Areias (HGA) surgiu, em 1980, como Posto de Assistência Médica 7, vinculado ao antigo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps). Ele foi incorporado, em 1990, ao Estado, quando ganhou a atual denominação. Atuando em casos de baixa e média complexidade, o hospital realiza, mensalmente, cerca de 3,5 mil atendimentos na emergência clínica, 3 mil na emergência pediátrica, 950 na emergência odontológica e 3,5 mil consultas no ambulatório.

 

Hospital Jaboatão Prazeres

Quando começou a funcionar, o Hospital Geral de Jaboatão dos Guararapes Doutor Humberto Lins Barradas contava apenas com uma equipe de sete médicos trabalhando em regime de plantão. Ele foi fundado no dia 27 de março de 1990, pelo então governador de Pernambuco Miguel Arraes. Anos depois, após algumas reformas e ampliações, a unidade foi rebatizada como Hospital Jaboatão Prazeres e, finalmente, Hospital Jaboatão Prazeres.

 

Hospital Belarmino Correia

Há mais de 90 anos, o primeiro prefeito do município pernambucano de Goiana recebeu uma homenagem, emprestando o nome ao Hospital Berlarmino Correia. Inauguração em 28 de dezembro de 1924, a unidade pertence à rede pública estadual, atendendo os usuários residentes em Goiana (sede e distritos) e nas cidades adjacentes como Condado, Itaquitinga, Aliança, Camutanga, Itambé, Timbaúba, Macaparana, e as cidades de Pitimbú e Caapora ambas pertencente ao estado da Paraíba.

 

Hospital Agamenon Magalhães

Poucos sabem que um dos mais importantes suportes ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Pernambuco, o Hospital Agamenon Magalhães (HAM), já foi uma instituição privada, a Casa de Saúde São João. Fundada em 1948, sua equipe foi formada por enfermeiras trazidas de países europeus após o término da Segunda Guerra Mundial, devido à escassez de profissionais com formação universitária no Brasil, e por parteiras capacitadas na Faculdade de Medicina do Recife. Desde esta época chamava a atenção pelo alto padrão do atendimento à população.
 

Hospital da Restauração

Fundado em 1969, o Hospital da Restauração Governador Paulo Guerra é a maior unidade da rede de saúde pública de Pernambuco. É uma unidade referência para atender casos de queimaduras graves, intoxicação exógena e por animais peçonhentos, vítimas de violência – agressões por arma de fogo e arma branca - e acidentes de trânsito, atraindo pessoas de todo o Nordeste. Por mês, a unidade realiza uma média de 180 atendimentos/dia na emergência e cerca de 130 atendimentos/mês de pessoas vitímas de queimaduras.

 

Páginas

Subscrever RSS - Clínica médica