Últimas do Blog

Em Barreiros, ação de cidadania foi realizada em parceria com a Defensoria Pública de PE

Iniciativa busca alinhar com os serviços de saúde estratégias de notificação de casos

Capacitação é voltada para profissionais de enfermagem do hospital

Até o fim do mês acontecerão mobilizações nos diversos setores dos serviços

Ao todo, são 32 vagas para atuação de quatro horas diárias fixas

Portaria com a decisão será publicada no Diário Oficial do Estado

Servidor precisa fazer autoavaliação e a chefia avalia a equipe

Hospital Geral de Areias

O Hospital Geral de Areias (HGA) surgiu, em 1980, como Posto de Assistência Médica 7, vinculado ao antigo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps). Ele foi incorporado, em 1990, ao Estado, quando ganhou a atual denominação. Atuando em casos de baixa e média complexidade, o hospital realiza, mensalmente, cerca de 3,5 mil atendimentos na emergência clínica, 3 mil na emergência pediátrica, 950 na emergência odontológica e 3,5 mil consultas no ambulatório.

 

Hospital Geral da Mirueira (Sanatório Padre Antônio Manuel)

Uma verdadeira micro-cidade foi fundada em 1941 para atender às recomendações do Serviço de Profilaxia da Lepra (hanseníase): era o Hospital Geral da Mirueira. Projetado com ruas, praças, templo religioso, prefeitura, escola, área de lazer, além dos complexos médicos necessários, o complexo tinha por objetivo minimizar o sofrimento dos pacientes. A unidade era símbolo do isolamento social dos acometidos pela doença em Pernambuco.

 

Hospital Jaboatão Prazeres

Quando começou a funcionar, o Hospital Geral de Jaboatão dos Guararapes Doutor Humberto Lins Barradas contava apenas com uma equipe de sete médicos trabalhando em regime de plantão. Ele foi fundado no dia 27 de março de 1990, pelo então governador de Pernambuco Miguel Arraes. Anos depois, após algumas reformas e ampliações, a unidade foi rebatizada como Hospital Jaboatão Prazeres e, finalmente, Hospital Jaboatão Prazeres.

 

Hospital Correia Picanço

Referência estadual para o tratamento de doenças infecto-contagiosas, especificamente Aids e meningite, o Hospital Correia Picanço começou a ser construído na década de 1930. Na época, a unidade dedicava-se ao tratamento de psicóticos e foi batizada de Pavilhão Gildo Neto, em homenagem ao primeiro residente de psiquiatria de Pernambuco.

 

Hospital Belarmino Correia

Há mais de 90 anos, o primeiro prefeito do município pernambucano de Goiana recebeu uma homenagem, emprestando o nome ao Hospital Berlarmino Correia. Na época da inauguração, em 28 de dezembro de 1924, o governador era Sérgio Loreto. Pertencente à rede pública estadual, o hospital atende os usuários residentes em Goiana (sede e distritos) e nas cidades adjacentes como Condado, Itaquitinga, Aliança, Camutanga, Itambé, Timbaúba, Macaparana, e as cidades de Pitimbú e Caapora ambas pertencente ao estado da Paraíba.

 

Hospital Barão de Lucena

O Hospital Barão de Lucena (HBL) foi inaugurado no dia 18 de janeiro de 1958, pelo então Presidente da República Jucelino Kubitschek. A unidade, localizada na Avenida Caxangá, recebeu o nome em homenagem ao eminente magistrado Henrique Pereira de Lucena.

 

Na época, a administração era da Sociedade Beneficente e Hospitalar das Usinas de Açúcar, que transferiu a gestão para o Instituto Nacional e Previdência Social (INPS) após um declínio funcional e financeiro, entre 1968 e 1973.

 

Hospital Colônia Professor Alcides Codeceira

Mulheres portadoras de transtornos psíquicos encontram um amparo especializado no Hospital Colônia Alcides Codeceira, localizado na Mata Norte, no município de Igarassu, a cerca de 35 quilômetros do Recife. Voltado para a reabilitação de pacientes de longa permanência, a unidade de saúde busca a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas.

Hospital Agamenon Magalhães

Poucos sabem que um dos mais importantes suportes ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Pernambuco, o Hospital Agamenon Magalhães (HAM), já foi uma instituição privada, a Casa de Saúde São João. Fundada em 1948, sua equipe foi formada por enfermeiras trazidas de países europeus após o término da Segunda Guerra Mundial, devido à escassez de profissionais com formação universitária no Brasil, e por parteiras capacitadas na Faculdade de Medicina do Recife. Desde esta época chamava a atenção pelo alto padrão do atendimento à população.
 

Hospital da Restauração

Fundado em 1969, o Hospital da Restauração Governador Paulo Guerra é a maior unidade da rede de saúde pública de Pernambuco. É uma unidade referência para atender casos de queimaduras graves, intoxicação exógena e por animais peçonhentos, vítimas de violência – agressões por arma de fogo e arma branca - e acidentes de trânsito, atraindo pessoas de todo o Nordeste. Por mês, a média é de quase 700 cirurgias realizadas na unidade.

 

Atenção Primária

Páginas