Últimas do Blog

Cinco cidades irão apresentar suas experiências exitosas no evento on-line

Debate nacional será remoto e ocorre na próxima quinta-feira (3/12), às 15h

Atende em Casa: veja municípios que recebem teleorientação e marcam exame pelo APP

Ação contou também com palestra sobre seis metas da OMS relacionadas ao tema

Seleção pública ocorreu para diversas especialidades

Inscrições para as seis vagas seguem até 12/12

Recursos serão recebidos até as 23h59 de 26/11

Hospital Barão de Lucena

O Hospital Barão de Lucena (HBL) foi inaugurado no dia 18 de janeiro de 1958, pelo então Presidente da República Jucelino Kubitschek. A unidade, localizada na Avenida Caxangá, recebeu o nome em homenagem ao eminente magistrado Henrique Pereira de Lucena.

 

Na época, a administração era da Sociedade Beneficente e Hospitalar das Usinas de Açúcar, que transferiu a gestão para o Instituto Nacional e Previdência Social (INPS) após um declínio funcional e financeiro, entre 1968 e 1973.

 

Hospital Colônia Professor Alcides Codeceira

Mulheres portadoras de transtornos psíquicos encontram um amparo especializado no Hospital Colônia Alcides Codeceira, localizado na Mata Norte, no município de Igarassu, a cerca de 35 quilômetros do Recife. Voltado para a reabilitação de pacientes de longa permanência, a unidade de saúde busca a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas.

Hospital Agamenon Magalhães

Poucos sabem que um dos mais importantes suportes ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Pernambuco, o Hospital Agamenon Magalhães (HAM), já foi uma instituição privada, a Casa de Saúde São João. Fundada em 1948, sua equipe foi formada por enfermeiras trazidas de países europeus após o término da Segunda Guerra Mundial, devido à escassez de profissionais com formação universitária no Brasil, e por parteiras capacitadas na Faculdade de Medicina do Recife. Desde esta época chamava a atenção pelo alto padrão do atendimento à população.
 

Hospital da Restauração

Fundado em 1969, o Hospital da Restauração Governador Paulo Guerra é a maior unidade da rede de saúde pública de Pernambuco. É uma unidade referência para atender casos de queimaduras graves, intoxicação exógena e por animais peçonhentos, vítimas de violência – agressões por arma de fogo e arma branca - e acidentes de trânsito, atraindo pessoas de todo o Nordeste. Por mês, a unidade realiza uma média de 180 atendimentos/dia na emergência e cerca de 130 atendimentos/mês de pessoas vitímas de queimaduras.

 

Atenção Primária

Secretarias Executivas

Organograma

Estrutura organizacional da secretaria de saúde

Páginas