Crianças com Síndrome Congênita do Zika/Microcefalia e outros distúrbios congênitos, como paralisia cerebral e encefalopatia, que são atendidas por equipe multidisciplinar no Hospital Belarmino Correia, no município de Goiana, e suas famílias, serão recebidas nesta quinta-feira (17.05), das 8h30 às 12h, na unidade do Sesc Goiana, para uma programação lúdica e pedagógica, com atividades recreativas e de resgate à valorização e à autoestima.
 
As mães terão momento de acolhimento, seguido de um spa de beleza com limpeza de pele, maquiagem, corte e escova, massagem, design de sobrancelhas. Também haverá dinâmica de valorização, entregas de cosméticos e tratamentos estéticos, além de serviços de saúde com consulta ginecológica, preventivo e realização de exames laboratoriais. 
 
Atualmente, 29 famílias são atendidas semanalmente no ambulatório do Belarmino Correia, nas especialidades de fonoaudiologia, terapia ocupacional, fisioterapia, ortopedia, neurologia, psicologia e assistência social. "Aproveitamos o mês de maio para uma programação em homenagem às mães, que são eternas cuidadoras. A dedicação diária aos filhos será transformada em um dia voltado para elas, com estímulo aos cuidados pessoais", comenta a psicóloga Ana Rabello, que atua há um ano na unidade de saúde. 
 
 
 
O Hospital Belarmino Correia atende usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) residentes em Goiana e também das cidades adjacentes de Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba e as cidades de Pitimbú e Caapora, ambas pertencente ao estado da Paraíba. Para articulação com as famílias, houve o apoio do Núcleo de Apoio às Famílias com Microcefalia, que coordena e monitora o trabalho relacionado às famílias e crianças com microcefalia, desde maio de 2016. A equipe é formada por 13  assistentes regionais distribuídos nas 12 Regionais da Saúde, 1 assistente e 1 coordenador no Nível Central.