Celebrado nesta quinta-feira (17.05), o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia é oportunidade de celebrar a luta e o combate a qualquer tipo de discriminação e violência contra esta população. A data relembra o ano de 1990 quando a Organização Mundial de Saúde  (OMS) exclui a homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID). 

"Utilizamos esse dia para conscientizar a população em geral sobre a luta e o cuidado com a população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais que são atravessados por diversas formas de violências, geradoras de desigualdades e negação do existir. O objetivo desta data é debater os mais variados tipos de preconceitos contra as diferentes orientações sexuais e identidades de gênero, além de gerar o desenvolvimento de uma conscientização civil sobre a importância da criminalização da LGBTfobia", comentou o coordenador da Saúde LGBT da SES, Luiz Valério.

Pernambuco se destaca por seu pioneirismo em parceria com o controle social nas diversas áreas de direitos para essa população, é o primeiro e único Governo a ter uma Política Estadual de Saúde integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais Travestis e Transexuais, proporcionando o diálogo nos diversos espaços de cuidado e acolhimento de forma equânime, além de promover respeito a diversidade. 

Como parte da programação dos 10 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a População LGBT, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio da Executiva de Segmentos Sociais (SESES) e da Coordenadoria LGBT, realiza o lançamento do Plano Estadual de Políticas de Promoção dos Direitos da População LGBT – Pernambuco da Diversidade também nesta quinta-feira (17), na sede da SJDH.