Desde 2011, O Hospital Regional Inácio de Sá (HRIS), em Salgueiro, no Sertão do Estado, conta com o Centro de Terapia de Reposição de Enzimas, serviço que dá suporte a pacientes diagnosticados com doenças genéticas raras. Desde então, a unidade articula diversas atividades e participa de vários encontros para conscientizar a sociedade sobre a importância do tema. 

Nesta terça (26.11) e quarta (27.11), o hospital marcou presença no 'Olhar Raro - Cuidados e atenção de especialistas em doenças raras', encontro realizado em Salvador, capital da Bahia. "O evento foi mais uma oportunidade de atualizar nossos conhecimentos sobre as doenças genéticas raras para qualificar a condução dos casos atendidos na unidade", ressalta a diretora do HRIS, Gílcia Nascimento. 

A enfermeira Denekiuse Pereira, apoiadora do Centro de Terapia de Reposição de Enzimas do Inácio de Sá, foi quem representou o hospital no encontro científico realizado na capital baiana. "Nos dias de encontro foram debatidos diversos temas na área, desde as doenças cardiorrespiratórias que acometem esses pacientes até os cuidados que devem ser adotados pela equipe multiprofissional das unidades especializadas", conta a enfermeira. 

O serviço do Inácio de Sá atende pacientes de toda a região do Sertão central de Pernambuco diagnosticados com doenças genéticas raras. Atualmente,

sete pacientes são acompanhados pela equipe multidisciplinar do Centro.