Um dos principais serviços referência para o atendimento materno-infantil em Pernambuco, o Hospital Agamenon Magalhães (HAM) realiza, no próximo dia 12 de novembro, a I Jornada de Neonatologia. Para promover a atualização dos profissionais e estudantes sobre a assistência aos pequenos pacientes, a unidade elaborou uma programação em eixos de discussão em cuidados paliativos e nutricionais com o paciente neonatal, a prevenção de hipotermia e de infecções respiratórias, os desafios do contato pele a pele na sala de parto e a comunicação de notícias difíceis. Ministrando os temas, profissionais do Estado e do Rio Grande do Sul. Para jornada multiprofissional, serão ofertadas 100 vagas e as inscrições podem ser realizadas no endereço: https://doity.com.br/ijornadadeneonatologiadoham. Nos seis primeiros meses de 2019, o HAM realizou 1.396 partos, entre procedimentos cesarianos e partos vaginais. 

O Agamenon Magalhães conta com um Grupo de Estudos em Neonatologia (NEOHAM), desde 2015, onde se discute permanentemente o aperfeiçoamento da assistência na unidade neonatal. Tal iniciativa proporcionou o ingresso do grupo, em 2018, na Rede Internacional de Pesquisas Neonatais – Rede Vermont Oxford Network, que conta com 1.200 unidades neonatais distribuídas em 34 países, sendo 50 unidades brasileiras, e duas delas do Recife (Imip e o HAM). A Rede Internacional é responsável pela produção de estudos na área de neonatologia e referência desde a década de 1990. A associação dessas unidades neonatais atua como estratégia voltada para redução da mortalidade neonatal e para melhoria da qualidade da assistência.

“A cada dois meses realizamos discussões internas sobre as vivências dentro da neonatologia com nosso Grupo de Estudos. A inserção na Rede Internacional de Pesquisas Neonatais proporciona aos profissionais, estudantes e residentes do HAM a troca de experiências com equipes ao redor do mundo na busca pela promoção de ações para melhoria dos cuidados neonatais”, destaca a coordenadora da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, Liana Medeiros. 

“Nossa I Jornada busca contemplar assuntos relevantes no cenário nacional com abordagem multidisciplinar com a presença de profissionais das áreas de psicologia, fisioterapia, nutricionistas, médicos e residentes, etc.”, completa a coordenadora. 

RESIDÊNCIA - A residência em neonatologia do Agamenon Magalhães existe desde 2015, e atualmente, conta com quatro residentes que no período de dois anos passam pelo processo de formação técnico-científica nas unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de Cuidados Intensivos (UCI), Alojamento Conjunto e Sala de Parto. Esses setores ainda recebem residentes em pediatria. Durante a formação, são estimulados a exercer também o papel humanístico, buscando a melhoria da qualidade e assistência neonatal.