A equipe do Hospital Dom Malan, em Petrolina, apresentou, neste mês de agosto, estudo sobre SEPSE (forma grave de infecção) para a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e mais 14 centros de assistência, ensino e pesquisa do país. O momento aconteceu durante a reunião médico-científica do Grupo de Interesses Especiais (SIGs) da Rede Universitária de Telemedicina – da qual o HDM faz parte. Essa é a terceira vez que o Dom Malan contribui com uma produção local para o SIG de Obstetrícia Patológica.

Nesta oportunidade um caso clínico do HDM foi apresentado pela médica Jéssica Vasconcelos, residente do segundo ano de ginecologia e obstetrícia do Dom Malan, e o protocolo para acompanhamento da SEPSE materna foi abordado por Tarcísio Menezes, médico assistente da UTI materna do hospital. A reunião, realizada por meio de videoconferência, também contou com a contribuição da coordenadora da UTI Obstétrica do Imip Recife, Leila Katz, que entrou com a parte das atualizações sobre o tema.

De acordo com o médico especialista em medicina fetal do HDM, Marcelo Marques, a conduta médica e o protocolo do serviço foram bastante elogiados. “Ficamos felizes com a avaliação positiva, pois isso demonstra que estamos fazendo um bom trabalho e que estamos  bem alinhados com o que é feito nos melhores centros do país de assistência à gestante e puérpera”, considerou ao final.

Os elogios ao Dom Malan podem ser bem observados na fala do professor Antônio Braga, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. “A avaliação positiva do Dom Malan e do Imip transcendem o Nordeste”, afirmou, também fazendo menção positiva ao quadro misto da equipe médica da UTI Obstétrica do Dom Malan.

“Acredito que o fato de termos médicos clínicos e obstetras, além de uma equipe interdisciplinar eficiente e comprometida dentro da nossa UTI, proporciona o somatório de forças necessários para o diagnóstico e tratamento de casos como o da própria SEPSE, que envolve questões que vão além da gravidez, por exemplo”, considera Marcelo. Inclusive, a UTI obstétrica do Dom Malan merece destaque por ser a única especializada em toda a Rede de Saúde Pernambuco-Bahia (Rede PEBA).

Ainda sobre a SEPSE, Marcelo destaca que infecções graves na gestação podem ser prevenidas com um pré-natal bem feito. "Se tratarmos, por exemplo, as infecções urinárias que são comuns na gestação, conseguimos evitar o agravamento e as formas graves da infecção", finaliza.