Na última semana (14/10), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) convocou toda a população para participar do Dia D da Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação do público infanto-juvenil. O Estado permanece com baixas coberturas vacinais para as imunizações ofertadas no calendário de rotina dos postos de saúde, como poliomielite, BCG, pentavalente, tríplice viral, varicela, hepatite A, entre outras.

O Hospital Dom Malan, como serviço integrante da rede estadual e referência na assistência à saúde da mulher e da criança, reforça o pedido e ressalta a importância da imunização. Muitas das doenças que são evitáveis pelas vacinas são ainda mais graves para as crianças do que a própria Covid-19. 

"Precisamos ter em mente que todas as vacinas são igualmente importantes. Por isso, pais, mãe e responsáveis precisam estar atentos aos calendários e campanhas de vacinação", esclarece a diretora de Atenção à Saúde do HDM, Tatiana Cerqueira. 

Para que a situação seja revertida em Pernambuco, é preciso o comparecimento aos postos de saúde para que um profissional possa fazer a análise da caderneta de vacinação. Caso haja vacina em atraso a mesma será aplicada. O acesso às vacinas é um direito de todas as crianças e adolescentes. É cada vez mais latente o risco do retorno de doenças que estavam erradicadas ou com baixa ocorrência, se o Estado não atingir a meta para as vacinas indicadas para o público infantil em 2021. 

"Se você ama seu filho, não deixe de levá-lo a um posto de vacinação. No HDM, as crianças que correspondem ao perfil já saem imunizadas com a vacina BCG e Hepatite B. As demais devem ser tomadas na Atenção Básica", finaliza Tatiana.