Seguindo o compromisso de investir no fortalecimento e na organização da Rede de Atenção Psicossocial (Raps), buscando também consolidar as políticas nacionais e estadual de Saúde Mental em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), através da Gerência de Atenção à Saúde Mental (Gasam), realiza, na tarde desta quarta-feira (25.09), a abertura do VIII Encontro dos Coordenadores Municipais de Saúde Mental (Ecosam). O evento, que acontece no auditório da sede da SES, no Bongi, também marca o lançamento do 7º Congresso Brasileiro de Saúde Mental, programação organizada pela Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme). A próxima edição do Congresso, a ser realizada em julho de 2020, será sediada no Estado, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com o apoio da SES-PE. 

"Neste ano, o  Ecosam busca discutir, principalmente, as atribuições do coordenador municipal de saúde mental no âmbito da gestão da Política Estadual. Nosso objetivo é fortalecer a rede de cuidado e serviços substitutivos para assegurar o acompanhamento dos usuários da rede no mesmo território. Esse é um momento muito especial, onde não só conseguimos nos encontrar para discutir a gestão mas também traçaremos caminhos para os cuidados da rede. Pernambuco não tem aberto mão do processo de desospitalização, trabalhando para garantir o cuidado em liberdade", afirma o gerente de Atenção  à Saúde Mental da SES-PE, João Marcelo Costa, na solenidade. 

Para a secretária executiva de Atenção à Saúde da SES, Cristina Mota, o Ecosam 2019 é mais uma oportunidade de reafirmar a importância do trabalho conjunto do Estado e municípios. "Temos que continuar caminhando em busca dos nossos objetivos e mostrar que todos os componentes trabalham em complementariedade, sempre com a base do cuidado no território e olhando o indivíduo não só a partir de sua doença, mas como um um ser que tem outras inúmeras necessidades, garantindo o suporte que ele precisa", reforçou durante discurso na mesa de abertura.

A programação do 1º dia de atividades contou, ainda, com palestra da médica Ana Pitta, presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme). "Nós precisamos ressignificar o entendimento do que é a Rede de Atenção Psicossocial (Raps)", pontuou a especialista.   

A Secretaria Estadual de Saúde vem atuando para colocar em funcionamento leitos integrais em saúde mental nos hospitais sob gestão estadual em Pernambuco. Já são mais de 120 leitos integrais em saúde mental implementados em diversas unidades de saúde. Vale destacar ainda que o Estado conta, atualmente, com 96 residências terapêuticas, onde moram cerca de 760 pessoas. Para se ter uma ideia, em 2014 eram 58 residências. 

Outro ponto de qualificação da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) são os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs). Atualmente, estão em funcionamento 137 Caps em todo o Estado, sendo 17 com funcionamento 24 horas e 13 com foco no acolhimento do público infantojuvenil. O usuário também pode procurar serviços municipais e estaduais que possuam ambulatório de psiquiatria.

CONGRESSO - Com direito a apresentação cultural do mestre Meia Noite, que homenageou o movimento mangue beat, a abertura do VIII Ecosam também marcou o lançamento oficial do 7º Congresso Brasileiro de Saúde Mental, que acontecerá de 28 a 31 de julho de 2020 na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Com o tema "Desorganizando posso me organizar: Lutas, afetos e resistências antimanicomiais", o encontro reunirá diversas entidades da área com o intuito de discutir a assistência à saúde mental no Brasil. Dentro da programação acontecerá ainda o Encontro Regional da rede latinoamericana e do Caribe de direitos humanos e saúde mental.  

Confira a programação 

1º DIA (25/09 - quarta)

12h às 15h | Credenciamento dos participantes / Acolhimento

14h | Abertura Solene 

14h45 | Apresentação Cultural do Mestre Meia Noite 

15h | Lançamento do VII Congresso Brasileiro de Saúde Mental em Recife (Abrasme)

16h às 16h40 | Conferência de Abertura - Gestão da Raps: desafios na atualidade 

Palestrante convidada – Ana Pitta (Presidente da Abrasme)

Debatedora: Marcela Lucena (Núcleo Libertando Subjetividades - Renila)

16h40 às 17h | Debate

17h às 18h | Experiências Exitosas em Gestão de Saúde Mental 

18h às 18h30 | Debate

21h | Atividade social 

 

2º DIA (26/09 - quinta)

8h às 10h | Formação dos Grupos em 4 macrorregiões 

10h30 às 11h30 | Construção do documento único sobre as atribuições dos coordenadores municipais de saúde mental

11h30 às 12h | Aprovação do documento

12h às 13h30 | Intervalo para almoço

14h às 14h30 | Plenária Final com a aprovação da Carta de Pernambuco  

14h30 | Apresentação do Guia sobre procedimentos dos serviços da Raps

15h | Encerramento e pactuação do Ecosam 2020