O município de Gravatá recebe, nesta quarta-feira (26/11), o III Encontro Estadual sobre Saúde da População Negra e o I Encontro com as Comunidades Quilombolas de Pernambuco. A expectativa é que os dois eventos, que vão ocorrer no Hotel Canarius, reúnam cerca de 150 pessoas entre gestores de saúde, profissionais da área e representantes das comunidades quilombolas do Estado.

“Estamos buscando aproximar o setor de saúde das comunidades quilombolas. A partir desses encontros, poderemos conhecer de forma mais aprofundada os principais problemas em relação ao acesso aos serviços e ações de saúde nessas áreas e as melhores maneiras de solucionar essas situações, garantindo a entrada desses grupos no sistema público de saúde do Estado”, explica a coordenadora estadual de Saúde da População Negra da Secretaria Estadual de Saúde, Miranete Arruda.

Atualmente, 51 municípios pernambucanos contam com comunidades quilombolas. Ao todo, são 129 comunidades reconhecidas pela Fundação Cultural Palmares, órgão vinculado ao Governo Federal. Além disso, outras dez estão em processo de reconhecimento.

Com o tema Porque o direito à saúde é para todos, o encontro contará com uma abordagem histórica da formação das comunidades quilombolas e discutirá a doença falciforme, agravo com prevalência entre a população negra. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também estará presente no evento, explanando sobre a atuação do órgão junto à essas comunidades e comentando sobre o cumprimento da legislação relativa a essas comunidades.

Perfil Epidemiológico – Pelo terceiro ano consecutivo, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) realizou um levantamento epidemiológico sobre a saúde da população negra, em Pernambuco. Os principais dados e números referentes à pesquisa serão divulgados durante o encontro, no Hotel Canarius.

 

 

 

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado