Viabilizando estratégias de articulação da rede de serviços de atenção obstétrica e neonatal voltadas à qualificação do cuidado em saúde, a Gerência de Atenção à Saúde da Mulher, da Secretaria Estadual de Saúde (SES), realiza no próximo dia 19.11 o Fórum Perinatal Estadual e o Fórum Perinatal da I Região de Saúde. O encontro, que objetiva discutir sobre as formas de contribuição para redução da mortalidade materna e neonatal e garantir atenção integral e de qualidade, acontecerá no auditório da SES, localizado no bairro do Bongi, no Recife. O termo perinatal referir-se ao momento anterior, desde a 28ª semana de gestação, até os primeiros dias após o parto.

Podem participar dos Fóruns gestores municipais e regionais (Atenção Básica, Saúde da Mulher e da Criança, Vigilância Epidemiológica e Regulação), Gestores das Maternidades de referência, CEMM, CMI, Coren, Cremepe e Sogope, representantes do Movimento de Mulheres, UFPE e Ministério Público. O evento será transmitido por videoconferência para as sedes das Regionais de Saúde. Os interessados devem se inscrever através do preenchimento do formulário disponível em: https://docs.google.com/forms/d/1TcbvBNWcE2clDw_8ZTju7mySPei...

A Gerência de Saúde da Mulher da SES realiza diversas ações nos programas que fazem parte da Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher como: a Humanização do Pré-natal e Nascimento; Direitos Sexuais e Reprodutivos; Atenção Integral às Mulheres em Situação de Violência; qualificação da Assistência à Gestação de Alto Risco; implantação de Comitês Regionais de Estudos da Mortalidade Materna e do fortalecimento do Programa Estadual de Parteiras Tradicionais, Controle do Câncer do Colo do Útero e Mama.

“Consideramos que a realização de fóruns como esse se constitui como um espaço plural, com encontros sistemáticos e abertos à participação de todos os interessados, onde se firmam acordos éticos entre Estado, municípios, setores estratégicos da rede de serviços, instituições formadoras, conselhos de saúde, conselhos profissionais e sociedade civil para promoção da saúde e qualidade do cuidado materno e perinatal”, afirma a gerente de Atenção à Saúde da Mulher, Letícia Katz.