A primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) construída em Pernambuco completa 10 anos no dia 4 de janeiro de 2020. A UPA Gregório Lourenço Bezerra, localizada na Rodovia PE-15, em Olinda, chega à primeira década com quase 1,5 milhão de atendimentos médicos e odontológicos, desafogando as emergências dos grandes hospitais. Somente este ano, de janeiro a dezembro, foram contabilizados 150 mil atendimentos médicos e outros 9 mil de odontologia.

A UPA de Olinda faz parte do chamado “Cinturão Norte da Saúde”, administrado de forma indireta pelo Imip como Organização Social de Saúde (OS) e composto ainda pelo Hospital Miguel Arraes (HMA) e pelas UPAs de Paulista e Igarassu. Essa, a segunda unidade de pronto atendimento do Estado, no dia 11 de janeiro de 2020, também completa 10 anos e soma 1,13 milhão de atendimentos médicos nesse período. A Unidade de Pronto Atendimento Honorata de Queiroz Galvão fica em Cruz de Rebouças, Igarassu, e, este ano, atendeu 118 mil pacientes nas especialidades de clínica médica, pediatria e ortopedia.

A coordenadora da UPA de Olinda, Milena Moura, afirma que a UPA da Cidade Tabajara, como também é conhecida, conseguiu atingir o objetivo proposto há 10 anos, que era atender principalmente a população da área metropolitana norte do Recife com serviços de saúde de urgência e emergência de baixa e média complexidade. “Cerca de 500 pacientes são atendidos diariamente na unidade, nos serviços de clínica médica, traumato-ortopedia, pediatria e odontologia. E 95% desses casos são solucionados por nossa equipe, sem necessidade de transferência para outra unidade hospitalar, o que, para nós, é uma grande vitória”, pontua.

Como acontece em anos anteriores, os 10 anos das duas unidades também não passarão despercebidos. Um bolo e o tradicional ‘Parabéns pra Você’ devem mobilizar funcionários e colaboradores nos primeiros dias do novo ano.

PAULISTA

A Unidade de Pronto Atendimento Geraldo Pinho Alves, em Jardim Paulista, também completa 10 anos em 2020. No dia 27 de janeiro, a UPA corta o bolo da primeira década, comemorando 1,32 milhão de atendimentos no período.