A secretária executiva de Coordenação Geral, da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Claudia Callou, participou na manhã desta segunda-feira (07.08), da conferência de abertura das aulas do 2º semestre da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO), com o tema “O SUS que temos e o SUS que queremos”. A cerimônia aconteceu no auditório Beberibe, localizado no Centro de Convenções, e além do diretor geral da Faculdade, Inácio de Barros de Melo Neto, e coordenadores da instituição, contou também com representantes de secretarias municipais de saúde. A secretária executiva de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde da SES, Ricarda Samara, também participou do encontro.

Após a solenidade de boas-vindas aos novos alunos e de integração com daqueles que já fazem parte da instituição de ensino, Ana Claudia Callou proferiu a palestra voltada para análise do Sistema Único de Saúde nas esferas municipal, estadual e federal.

 

A secretária executiva, em sua explanação, fez panorama dos conceitos que englobam a garantia de assistência integral. “O SUS tem caráter interfederativo, descentralizado e integrado. Cabe a cada esfera de gestão, discutir com a população o acesso e a resolutividade das práticas que irão fazer parte do sistema. O SUS visa à prevenção, promoção e assistência à saúde”, afirmou.

“Uma honra receber como palestrante a secretária Ana Callou. Este momento é uma ratificação da integração da instituição com o SUS do Estado”, disse o diretor geral da FMO, Inácio Barros Melo.

Participaram da abertura do 2º semestre da Faculdade de Medicina de Olinda, o diretor acadêmico, Carlos Teixeira, o coordenador do curso de Medicina, Tarcísio Cisneiros, coordenadora pedagógica, Carla Almeida, a coordenadora da clínica escola, Tereza Almeida, o coordenador de estágio, Marcelo de Miranda, a secretaria de saúde de Paulista, Fabiana Bernart, a secretaria de saúde de Igarassu, Patrícia Amélia. O município de Abreu e Lima foi representado pela secretária de saúde, Sônia Arruda, assim como as cidades de Ipojuca e Escada, Aexalgina Tavares e Maria José Fonseca, além do diretor da clínica Lucilo Maranhão, Marcos Miranda Filho e a presidente do Diretório Acadêmico, Ismaela Sabino.