O Núcleo de Economia da Saúde de Pernambuco (NES-PE) promoveu, na última terça-feira (10/12/2019), com apoio da Secretaria Executiva de Gestão Estratégica e Participativa (SEGEP), a reunião de avaliação das atividades desenvolvidas pelos Núcleos de Economia da Saúde Hospitalar (NES-Hosp) no ano de 2019. 

Nesse encontro, houve a apresentação do levantamento dos custos atualizados da Assistência Farmacêutica de Pernambuco e exposição das principais ações realizadas pelo NES-PE, como a criação do SIG Ecos, que visa, por meio de aulas mensais, instituir a cultura da economia da saúde na rede estadual como ferramenta para tomada de decisão. Ele também ajuda no monitoramento dos projetos estratégicos de cada unidade hospitalar no tocante a implementação da cultura de Gestão de Custos, bem como a implantação da Gestão à Vista.  

Em 2015, 8 unidades hospitalares tinham aderido ao Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC). Hoje, em 2019, o NES-PE conta com 21 unidades que deflagraram o PNGC. Dessas, 14 estão com 100% de implantação e alimentando o sistema Web de levantamento de custos (APURASUS).

O evento, que ocorreu na Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), buscou fortalecer o trabalho desenvolvido pela equipe NES-Hosp, proporcionando troca de experiências, utilizando a teoria e suas implicações práticas, além da integração entre os componentes de diversos perfis de unidades de atenção à saúde.

Participaram da reunião o secretário executivo de Gestão Estratégica e Participativa (SEGEP), Humberto Antunes; a diretora geral de Gestão Estratégica da Informação e Custo em Saúde, Inês Costa; integrantes dos NES-Hosp representando as unidades estaduais de Goiana (Hospital Regional Belarmino Correia), Salgueiro (Hospital Regional Inácio de Sá), Limoeiro (Hospital Regional José Fernandes Salsa) e Região Metropolitana (Hospital Agamenon Magalhães, Hospital da Restauração, Hospital Ulysses Pernambucano, Diretoria Geral de Assistência Farmacêutica, Cisam, HOUC e Procape).