Coordenadores e digitadores de Endemias dos municípios da V Gerência Regional de Saúde (V GERES), com sede em Garanhuns, participaram de 9 a 11 de julho, de treinamento para implantação da tecnologia móvel E-visit@pe, que irá facilitar os trabalhos de controle ao Aedes aegypti. A organização do encontro de formação em Garanhuns ficou a cargo da gerente da V GERES, Catarina Tenório, e da coordenadora de Vigilância em Saúde, Conceição Santana, ambas sob a gerência da Secretaria Estadual de Saúde (SES). A formação voltada os profissionais de 21 municípios aconteceu no auditório do Hotel Tavares Correia e foi ministrada por técnicos da Diretoria Geral de Controle de Doenças e Agravos e de Controle de Arbovirores. 

Pelo programa cada Agente de Endemias (ACE) irá receber um smartphone, cedido pela SES, com GPS para digitalizar trabalhos que eram feitos em boletins preenchidos manualmente. Os aparelhos também serão usados para fotografar focos do Aedes aegypti e enviar em tempo real, ou no final de cada dia de visitas. Na plataforma, os agentes conseguem localizar o imóvel a ser visitado, selecionar o tipo de visita e digitar as informações necessárias, como os focos encontrados e os que foram tratados. A SES está implantando a tecnologia E-visit@pe  em todas as GERES do estado.  

De acordo com a gerente da V Geres, Catarina Tenório, o E-visit@pe também vai possibilitar o compartilhamento dos dados. "Gestores municipais, GERES e SES terão acesso mais rápido às informações, podendo mapear via GPS, estudar estratégias de ação e oferecer respostas mais rápidas e eficazes no combate ao aedes aegypti", destacou.  

Em sua fala de abertura, a gestora agradeceu o apoio recebido para a realização do encontro de formação. "Foi imprescindível contar com a atuação da secretária executiva de Vigilância em Saúde (SEVS), Luciana Albuquerque, da Gerente do Programa de Controle das Arboviroses das SES, Claudenice Pontes, e de todos que ajudaram para que esse evento fosse realizado aqui na Região. Agradecimento também aos secretários de saúde dos 21 municípios que compõe a V Regional de Saúde pela parceria e presença dos técnicos na capacitação”, concluiu.