Os servidores do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE), ligado à Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (Sevs), iniciaram a semana sendo apresentados aos números de monitoramento e desempenho do órgão comandado pela nova gestão. Ao longo desta segunda-feira (11.06), Roselene Hans, nova diretora do Lacen, apresentou os principais números do primeiro trimestre deste ano. A apresentação, realizada no auditório do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe) faz parte da programação do 'Lacen conhecendo o Lacen'. As atividades, organizadas pelo Núcleo de Estudo e Pesquisa (Nepel), seguem até o dia 28. 

"Nós organizamos 21 indicadores prioritários a partir de recomendações e referências nacionais. Dessa forma podemos traçar objetivos e metas de acompanhamento desses parâmetros, que abrangem várias áreas do Lacen. Nesse primeiro encontro mostramos os resultados do primeiro trimestre. O intuito é reunir os servidores novamente após três meses para apresentar os novos números", explica Roselene. Entre as principais áreas monitoradas estão o percentual de exames realizados no Lacen liberados dentro do prazo estabelecido e taxa de equipamentos calibrados conforme cronograma de testes. "Os serviços monitorados têm forte impacto em toda a rede estadual de saúde", destaca a diretora do Laboratório. O monitoramento incorporado no Lacen já é aplicado na Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde há mais de cinco anos e tem trazido bons resultados.

A proposta é que o monitoramento seja acompanhado de perto pelos servidores, que estão convidados a dar sugestões sobre o trabalho. "Nós queremos que os funcionários se apropriem da proposta e que avaliem juntos as atividades desempenhadas. Nesta reunião, muitos afirmaram ter conseguido visualizar suas próprias funções nos indicadores monitorados e entenderam como seus ofícios vão impactar os indicadores. Por isso é importante mostrar os resultados. Assim, conseguiremos institucionalizar o desempenho das nossas atividades", finaliza Roselene Hans. 

Ainda nesta semana, haverá a palestra 'Uma abordagem da sorologia para doença de Chagas e leishmaniose visceral humana realizada no setor de imunologia' e apresentação da supervisão técnica de serviços especiais (STSE), na quarta (13.06) e quinta-feira (14.06), respectivamente. Já no dia 21, haverá apresentação das atividades desenvolvidas na Bromatologia e Recepção de produtos. Os debates encerram no dia 28, com palestra sobre diagnósticos bacteriológicos.