No Brasil, no terceiro sábado de outubro, celebra-se o Dia Nacional de Combate à Sífilis. Infecção sexualmente transmissível (IST) considerada um problema de saúde pública, a doença possui diagnóstico e tratamento gratuitos pelo Sistema Único de Saúde (SES-PE), além de poder ser evitada a partir de relações sexuais com proteção, ou seja, com o uso de preservativo.

Só em 2020, Pernambuco detectou 9,8 mil casos da doença na população em geral, de grávidas e nos casos de transmissão entre a mãe e o bebê durante a gestação ou parto. Para levantar a discussão sobre o tema, o Programa Estadual de IST/Aids/HV da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) promoverá capacitações on-line voltadas para profissionais de saúde, pelo youtube.com/TelessaudeSESPE.

A primeira será nesta quinta-feira (14/10), das 15h às 16h30, sobre o "Manejo clínico da criança exposta à sífilis e da criança com sífilis congênita: diferenças no cuidado e rede de atenção". A pediatra e infectologista Regina Coeli, que atua no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), será a palestrante.

Já no dia 26/10, também das 15h às 16h30, a discussão será sobre " como a abordagem sobre sexualidade e gerenciamento de risco podem ser as principais estratégias no enfrentamento à sífilis pelos profissionais de saúde". Quem ministrará será o médico infectologista Vinicius Vianney, que atua no Huoc e nos Serviço de Assistência Especializada em HIV/Aids (SAE) do Imip e de Olinda.