"Sarampo: um desafio atual" foi o mote de reunião científica voltada para profissionais de saúde que abordou a epidemiologia da doença no Brasil e em Pernambuco, a sintomatologia e a importância da vacina na prevenção. A primeira sessão do encontro aconteceu na manhã desta quarta-feira (02.10), na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), e contou com palestras da superintendente de Imunização da SES-PE, Ana Catarina de Melo; da infectologista pediátrica do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), Ângela Rocha; e do pediatra Eduardo Fonseca. A programação foi transmitida por webconferência para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) do Estado e para o Hospital Dom Malan, em Petrolina. Nesta quinta-feira (03.10), pela noite, o encontro acontecerá na sede do Cremepe, órgão parceiro da iniciativa juntamente com a Sociedade de Pediatria de Pernambuco.

O evento faz parte das ações que buscam reforçar a importância da imunização contra o sarampo e da vigilância epidemiológica dos casos. "Precisamos concentrar nossos esforços em diversas frentes para evitar a ocorrência de novos casos da doença. Estamos conscientizando a população sobre a vacinação, orientando os profissionais de saúde a notificarem os casos e atuando com os municípios para iniciar, em tempo oportuno, a investigação e as ações de bloqueios relacionadas aos casos suspeitos. Todas essas atividades visam prestar a devida assistência ao paciente e reduzir drasticamente o risco de adoecimento da nossa população", pontua o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

A superintendente de Imunização da SES-PE, Ana Catarina Melo, abriu a programação de palestras no evento, reforçando que o Estado está trabalhando para combater e prevenir o adoecimento da população. “Nós temos, atualmente, circulação de sarampo em vários estados brasileiros. Por isso é essencial estarmos atentos às possíveis ocorrências. É importante, inclusive, que as notificações aconteçam, pois aponta que a nossa rede está vigilante para o vírus circulante e continua trabalhando para manter as coberturas vacinais no nível adequado”, pontua.

A gestora acrescentou, ainda, que Pernambuco está abastecido da vacina tríplice viral. "A partir da próxima semana, iniciamos uma campanha nacional para vacinar a população de 6 meses a 4 anos. As doses serão aplicadas nos meninos e meninas que não começaram ou ainda não completaram seu esquema vacinal. A escolha desse público é pela incidência da doença ser mais alta nessa faixa etária, além do risco de agravamento do caso. Em novembro, ainda teremos campanha voltada para os adultos jovens entre 20 e 29 anos", acrescenta Ana Catarina.

A infectologista pediátrica Ângela Rocha e o pediatra Eduardo Fonseca abordaram com o público presente os principais aspectos clínicos, sintomatologia do sarampo e vacinação contra a doença.

Campanha de vacinação contra o sarampo

Entre os dias 07.10 e 25.10, o Brasil vivencia a campanha nacional de vacinação contra o sarampo. A iniciativa é voltada para meninos e meninas entre 6 meses e 4 anos que ainda não iniciaram o esquema vacinal ou não finalizaram. Quem já tomou todas as doses não precisa ir aos postos de saúde. O Dia D de mobilização será em 18.10.

Em novembro, entre 18.11 a 30.11, será a vez da campanha voltada aos adultos jovens entre 20 e 29 anos.   

SARAMPO - BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Até o último dia 27.09, foram notificados em Pernambuco 731 suspeitas de sarampo, com 242 descartes, 23 confirmações e as demais em investigação. As confirmações ocorreram entre julho e a primeira quinzena de agosto.

Desde janeiro, Pernambuco já vacinou mais de 443 mil pessoas com a tríplice viral, que, além do sarampo, ainda protege contra a caxumba e a rubéola. 

SARAMPO - CONFIRMAÇÕES POR FAIXA ETÁRIA

Faixa etária | Número de casos

<1 | 05

10 a 19 | 10

20 a 29 | 06

30 a 39 | 02

Total | 23

Municípios com casos confirmados

Recife (3)

Caruaru (6)

Taquaritinga do Norte (9)

Frei Miguelinho (1)

Santa Cruz do Capibaribe (1)

Vertentes (1)

Bezerros (1)

Toritama (1)