Gestores são constantemente desafiados na busca por solução de problemas de natureza complexa e com diversos atores envolvidos. Foi pensando em despertar e estimular a tomada de decisões através de soluções inovadoras e colaborativas, que a Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio de sua executiva de Vigilância em Saúde, reúne até a próxima quarta-feira (23.10), os profissionais da área para treinamento voltado para o modelo mental denominado de Design thinking. O workshop é ministrado pelo Echos, um laboratório brasileiro de inovação global que atua no desenvolvimento de soluções inovadoras e impactantes endereçadas para problemas complexos em diversas áreas. 

Para os três dias de capacitação, os profissionais serão apresentados a uma visão sobre o contexto mundial da importância da inovação e o potencial do design na diminuição dos riscos na realização de processos. No segundo dia (22.10) será iniciada a abordagem prática, com apresentação de desafio de média complexidade, aliada a construção do entendimento do que seria o real problema a ser endereçado. No último dia, as atividades serão voltadas para criação das soluções dos desafios reformulados, exercitando a criatividade e a inteligência multidisciplinar do grupo.   

 

“O Design Thinking é uma maneira de pensar que não se baseia em metodologias e muito menos em passo a passo rigoroso, mas ensina as pessoas a enfrentar uma situação desafiadora, e começar a olhar para o problema de uma maneira mais profunda e mais cuidadosa antes de sair correndo em busca de uma solução. Design Thinking traz para mesa uma abordagem de pensamento sistêmico, que significa conectar todos os pontos e olhar para complexidade de uma determinada situação, e entender que existe ali um problema complexo interconectado com muitas variáveis e que muda de figura o tempo inteiro”, explicou o gerente de experiências de aprendizagem da Echos, Reinado Campos.  

As abordagens proposta pelo Design Thinking se baseia na inovação e no processo de aprendizagem direcionado para prática e para o compartilhamento de ideias. “Esse curso faz parte do Programa de Desenvolvimento de Líderes da Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco. Traz a inovação e criatividade na forma de solucionar problemas, conectando as pessoas por meio da colaboração, experimentação e empatia”, afirmou a secretária executiva de Vigilância em Saúde da SES, Luciana Albuquerque.