Criado em 1975 para coordenar as ações de imunização no Brasil, que se caracterizavam, até então, pela descontinuidade das operações, o Programa Nacional de Imunização (PNI) começou a ser formulado em 1973, depois que o êxito das campanhas de vacinação contra a varíola, nos anos 60, mostrou que a vacinação em massa tinha o poder de erradicar as doenças.

 

Em Pernambuco, a Coordenação do Programa de Imunização atua como intermediário entre o Ministério da Saúde e os municípios. Além de capacitar profissionais da Atenção Primária, o PNI-PE trabalha como coordenador das campanhas de vacinação no Estado, auxiliando e monitorando o desenvolvimento da ação. A recepção, armazenamento e distribuição das vacinas também é de responsabilidade da coordenação estadual.

 

Atualmente, o Ministério da Saúde adota três calendários obrigatórios de vacinação: criança, adolescente e adulto/idoso. Além disso, pessoas com quadros clínicos especiais têm acesso a um calendário diferenciado de imunobiológicos, por meio dos Centros de Referência de Imunobiológicos Especial (Crie). No Recife, o Crie está localizado no Hospital Oswaldo Cruz, na Rua Arnobio Marques, 310, Santo Amaro. 

 

O PNI dispõe de um sistema de armazenamento, conservação, distribuição e transporte dos imunobiológicos, chamado de Rede de Frio. O objetivo da rede ou cadeia de frio é assegurar que todos os imunobiológicos oferecidos à população mantenham suas características iniciais, a fim de conferir a imunidade desejada. Hoje, existe uma Central Nacional de Armazenamento e Distribuição, localizada no Rio de Janeiro, e Centrais de Rede de Frio em 27 estados e no Distrito Federal.

 

Para conferir os calendários obrigatórios de vacinação definidos pelo Ministério da Saúde, clique no grupo de interesse: Criança, Adolescente e Adulto/Idoso.

 

Coordenação do Programa de Imunização do Estado de Pernambuco
Coordenação: Ana Catarina de Melo
 

Aplicativos

Nenhum documento para download encontrado.