Apevisa

 

A Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) é o órgão responsável pelo controle sanitário da produção e comercialização de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária, inclusive dos ambientes, dos processos, dos insumos e das tecnologias a eles relacionados.

 

Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde

Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde Monitorar, acompanhar e avaliar ações/programas e analisar e disseminar informações estratégicas da vigilância em saúde são os objetivos da Gerência de Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde (GMAVS). Em 2012, por meio de um processo formativo e participativo, foi implantado o monitoramento do desempenho da gestão da vigilância em saúde entendido como uma estratégia que visa aprimorar os processos de gestão, aumentar a responsabilização, a transparência, e a qualidade das ações desenvolvidas.

Vigilância das Violências

A Vigilância de Violências e Acidentes (Viva) foi implantada pelo Ministério da Saúde (MS) em 2006 com o objetivo de conhecer e monitorar a situação dos agravos decorrentes de causas externas (acidentes e violências) e disseminar informações que contribuam para a elaboração de políticas públicas de prevenção à violência e de promoção da cultura de paz. Também tem como objetivo articular a Rede de atenção e proteção às pessoas em situação de violência e suas famílias, de modo a reduzir a morbimortalidade por esses agravos. 

Vigilância em Saúde do Trabalhador

A Vigilância em Saúde do Trabalhador constitui uma área da Saúde Pública e compreende uma atuação contínua e sistemática, ao longo do tempo, no sentido de detectar, conhecer, pesquisar e analisar os fatores determinantes e condicionantes dos agravos à saúde relacionados aos processos e ambientes de trabalho, em seus aspectos tecnológico, social, organizacional e epidemiológico, com a finalidade de planejar, executar e avaliar intervenções sobre esses aspectos, de forma a redução da morbimortalidade da população trabalhadora.

Programa de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco de Câncer

O  Programa Estadual de Controle ao Tabagismo está estruturado nos seguintes eixos: formações para realização do tratamento de cessação do tabagismo e do programa Saber Saúde de prevenção do tabagismo e de outros fatores de risco de doenças crônicas; monitoramento das ações dos municípios; educação permanente e disseminação da informação.

 

Programa Sanar – Doenças Negligenciadas

A Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (SEVS) vem desenvolvendo desde 2011, por meio do Pacto pela Saúde, o Programa Sanar, que foi instituído pelo Decreto nº 39.497, de 11 de junho de 2013, e incluído formalmente como Superintendência no organograma da SES.

Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmitidas por Alimentos


O Sistema de Vigilância Epidemiológica das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (SVE-DTA) foi criado no Brasil, em 1999, para acompanhar o comportamento dos surtos de DTA. No ano seguinte, Pernambuco implantou o sistema de SVE-DTHA de forma descentralizada para as Geres e seus municípios sedes.


Páginas

Subscrever RSS - Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde