A Secretaria Estadual de Saúde (SES) abre seis novas vagas de residência médica nas áreas de infectologia, cirurgia cardiovascular e cirurgia vascular. O edital foi publicado na última sexta-feira (17.02) no Diario Oficial do Estado. As inscrições começam na próxima quinta-feira (23.02). As vagas somam-se às 1.254 já ofertadas para início neste ano, sendo 795 de residência médica e 459 na área multiprofissional. O edital está disponível no porta.saude.pe.gov.br.
 
A nova convocação será para dois residentes de infectologia do Hospital Correia Picanço, com programa de duração de três anos; dois de cirurgia cardiovascular no Instituto do Coração de Pernambuco, com duração de quatro anos; e dois de cirurgia vascular no Real Hospital Português, com atividades durando dois anos. A seleção para as vagas será por meio de prova escrita, de caráter eliminatório.
 
Poderão candidatar-se estudantes do curso de medicina que comprovem a conclusão do curso até 28.02.2017 ou graduados que atendam aos pré-requisitos específicos. As inscrições serão feitas exclusivamente pelo www.upenet.com.br, no período compreendido entre as 9h do dia 23.02 às 23h59 do dia 08.03. O pedido para isenção da taxa de inscrição também pode ser feito no mesmo período. A prova escrita será em 19.03 e o resultado final em 28.03. Já a matrícula será entre 29.03 e 30.03, com início dos programas de residência em 31.03.
 
A bolsa dos residentes é de R$ 3.330,43. Dúvidas em relação ao processo seletivo poderão ser esclarecidas pelo e-mail conupe.residenciamedica2017@gmail.com.
 
OUTROS PROGRAMAS - A Secretaria Estadual de Saúde (SES) já está matriculando, até o dia 22.02, os 1.254 candidatos aprovados e classificados nos programas de Residência Médica e Multiprofissional de Saúde 2017. As residências médica e multiprofissional são modalidades de pós-graduação destinadas a médicos e profissionais de saúde de diversas áreas, caracterizada por treinamento em serviço. Hoje, são 2.773 residentes atuando na rede de saúde do Estado, representando um investimento anual de R$ 110 milhões, dos quais R$ 65 milhões são custeados pelo tesouro estadual.
 
Em 2017, houve a ampliação no quadro de vagas, incluindo a implantação de residência em novas áreas que são estratégicas para o Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado. Destaque para a interiorização da Residência em Medicina de Família e Comunidade em parceria com à UPE Campus Garanhuns e Serra Talhada para o fortalecimento dos cursos de graduação em Medicina. Na área de residência multiprofissional, foi feita a expansão em áreas estratégicas, como Enfermagem Clínica e Cirúrgica, Saúde Mental (Garanhuns) e Saúde da Família. Este ano, ainda haverá inclusão de vagas para graduados em Saúde Coletiva.