Caderneta do Adolescente tem versões para meninas e meninos.

A nova caderneta do adolescente foi criada há um ano pelo Ministério da Saúde (MS). O documento traz orientações diversas sobre essa fase da vida, recheada de dúvidas e descobertas, e fará parte da vida de estudantes da I e II Regional de Saúde (Geres) por meio do Programa Saúde na Escola (PSE). A entrega desse material faz parte da programação do Curso de Implantação da Nova Caderneta do Adolescente, realizado pela SES, hoje (23/11) e quarta-feira (24), no Hotel Canarius, às 8h30. Serão entregues mais de 418 mil cadernetas.

Mais elaborada, a nova caderneta conta com espaço para identificação detalhada do jovem (foto, endereço, etc.) e apresenta duas versões, uma masculina e uma feminina. Apesar de algumas questões em comum, meninos e meninas têm desenvolvimentos diferentes e precisam de orientação específica. “Nessa época, ocorre a aceleração do crescimento; mudança do corpo, desenvolvimento de mamas, pêlos, menstruação”, enumera a técnica da Gerência de Saúde da Criança, Clara Andrade.

O material, que traz informações sobre sexualidade e métodos contraceptivos, também contempla questões referentes aos adolescentes mais novos, abordando dúvidas que podem surgir dos 10 aos 19 anos de idade.

Desenvolvimento – A caderneta aborda doenças como a bulimia e anorexia, famosas por surgir entre adolescentes que acreditam estar em forma física fora dos padrões culturais de beleza. O material orienta sobre boas práticas de alimentação e apresenta o cálculo de Índice de Massa Corpórea (IMC), que calcula o peso dividido pela altura ao quadrado, indicando se realmente há um sobrepeso. As demais páginas contam com informações sobre Saúde bucal, vacinas (hepatite, difteria e tétano, sarampo, caxumba e rubéola), direitos civis, Estatuto da Criança e do Adolescente, violência e drogas.

Curso - A cada dia, cerca de 80 profissionais atuantes nos 25 municípios que têm o Programa Saúde na Escola implantado, participarão da capacitação. Na mesma ocasião, eles receberão as cadernetas que serão repassadas aos adolescentes. O PSE conta com profissionais das mais diversas áreas, como professores, médicos, enfermeiros, nutricionistas, assistente social. Também estarão presentes no evento coordenadores da Atenção Básica e da Saúde do Adolescente dos municípios.