Aedes aegypti se reproduz em água parada

Cerca de 85% dos focos do mosquito transmissor da Dengue estão dentro das residências. Medidas simples podem evitar a multiplicação do aedes aegypti, que precisa de focos com água parada para se reproduzir. A atenção deve ser maior quando a época é de chuvas. “Mas a rotina de combate ao mosquito precisa continuar todos os dias do ano. E a medida mais eficiente para o controle da Dengue é diminuir o número de criadouros nas residências”, lembra o diretor-geral interino de Controle de Doenças e Agravos, François Figuerôa.

O número de casos de dengue aumentou em todo o País no ano passado. Em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou 57.362 suspeitas de pacientes com a doença; 24.259 foram confirmados. “Isso também é reflexo da melhoria de Vigilância Epidemiológica, que trabalhou para que o maior número de casos possíveis fosse investigado”, explica Figueroa. Segundo o Ministério da Saúde (MS) os municípios pernambucanos que mais preocupam são Recife, Jaboatão dos Guararapes, Petrolina e Olinda.

A Secretaria Estadual de Saúde está montando equipes para monitorar a incidência do mosquito, medidas que contam com a participação de órgãos públicos e da população. “É preciso que toda a sociedade e instituições estejam envolvidas, para que possamos diminuir o nível de infestação do mosquito e consequentemente os casos da doença”, conclui.

Combata a Dengue em casa:

- Coloque areia nos pratos de vasos de plantas;
- Garrafas e baldes vazios devem ser guardados de cabeça para baixo;
- Mantenha lixeiras e sacos de lixo bem fechados;
- Caixas d’água, tonéis e outros reservatórios devem estar sempre tampados;
- As vasilhas de comida de animais de estimação devem ser lavadas toda semana;