Últimas do Blog

Até o mês de março, 11 municípios receberão visitas da IX Geres

Mês de prevenção alerta para importância da higiene local

Procedimento ajuda a prevenir o câncer de pênis

O transdutor linear será utilizado pela equipe de Radiologia Intervencionista

Inscrições segue até o dia 23 deste mês

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) realiza a 2ª CONVOCAÇÃO, pela Seleção Pública Simplificada Portaria Conjunta nº 093 de 06 de dezembro de 2023, que trata da contratação temporá

Orientações são voltadas para candidatos do SelecionaSES

Sei

Rede SUS Escola

A rede de serviços que compõe o Sistema Único de Saúde (SUS) constitui-se numa verdadeira escola de formação de profissionais de saúde (gestores, trabalhadores, estudantes) e do controle social. A construção dos espaços de ensinar e aprender na Rede SUS-Escola PE é possível por meio da integração de profissionais de saúde, estudantes, docentes e usuários, estabelecendo-se relações horizontais de cooperação entre os atores, e também se constitui em cenários de práticas pedagógicas e profissionais de natureza participativa.

Informações em Saúde

UPAs

O programa foi implantado para preencher a carência de atendimento de emergência de média complexidade no SUS. Hoje, 15 estão em funcionamento

Central de Transplantes

Desde 1994, a Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) contribui para manter a esperança de quem aguarda por um órgão ou tecido para transplante. A CT-PE regula a lista dos receptores de órgãos e tecidos na lista de transplantes, recebe notificações de potenciais doadores com diagnóstico de morte encefálica e articula a logística que torna a cirurgia de transplante possível.

 

UPAEs

Em 2013, Pernambuco ganhou as primeiras Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAE). Os serviços, que estão levando consultas com médicos especialistas para o interior do Estado, já  foram inauguradas em Garanhuns, Petrolina, Caruaru, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Salgueiro, Arcoverde, Limoeiro e Belo Jardim, beneficiando os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) desses municípios e das cidades vizinhas.

Diretoria Geral de Assuntos Jurídicos

Todas as ações do âmbito jurídico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) são de competência da Diretoria Geral de Assuntos Jurídicos (DGAJ). Ela analisa a legalidade dos atos e processos dos órgãos de saúde da rede estadual, e fica responsável pela análise prévia de editais, processos e dispensas de licitações.

Superintendência de Comunicação

É o órgão que cuida de toda a parte de assessoria de imprensa, publicidade, campanhas, comunicação institucional e cobertura jornalística da SES, incluindo os hospitais, UPAs e rede de laboratórios, farmácias e programas. Com profissionais de diversas formações, como comunicação social, fotojornalismo, design, com o suporte de profissionais de publicidade e mobilizadores sociais, secretariado e de transporte, a superintendência é dividida em três gerências: Jornalismo, Comunicação Social e Campanhas, além das coordenações de assessoria de imprensa e fotografia e webdesign.

 

Gerências Regionais de Saúde

 

Para apoiar todos os 184 municípios de Pernambuco mais a ilha de Fernando de Noronha, foram criadas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). Cada uma dessas unidades administrativas da Secretaria Estadual de Saúde é responsável por uma parte das cidades, atuando de forma mais localizada na atenção básica, na reestruturação da rede hospitalar, nas ações municipais, no combate à mortalidade infantil e às diversas endemias. O modelo de gestão da Saúde permite que as particularidades de cada região recebam atenção na hora de decidir ações e campanhas.

Órgãos Colegiados

 
Órgãos colegiados são aqueles em que há representações diversas e as decisões são tomadas em grupo, com o aproveitamento de experiências diferenciadas. São de caráter permanente e deliberativo, com funções de formular estratégias, controlar e fiscalizar a execução da política de saúde.
 

A Secretaria

 
A Secretaria de Saúde de Pernambuco é o órgão gestor do Sistema Único de Saúde no Estado. Sua missão, conforme o decreto do governador (Nº 32.823/08), “é planejar, desenvolver e executar a política sanitária do estado; orientar e controlar as ações que visem ao atendimento integral e equânime das necessidades de saúde da população; exercer as atividades de fiscalização e poder de polícia de vigilância sanitária; e coordenar e acompanhar o processo de municipalização do Sistema Único de Saúde”.
 

Páginas