Criado em 2007, por meio do decreto de n° 30.859, o Programa Mãe Coruja Pernambucana tem como objetivo garantir uma gestação de qualidade e um bom período posterior ao parto às mulheres, e às crianças o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável e harmonioso. A ação busca reduzir a morbimortalidade materna e infantil, assim como estimular o fortalecimento dos vínculos afetivos entre mãe, filho e família. O Mãe Coruja está presente em 105 municípios do Estado, sendo 103 com gestão estadual e 2 (Recife e Ipojuca) com gestão municipal e apoio do Estado.
 
Em 15 de dezembro de 2009, o governador Eduardo Campos transformou o Mãe Coruja em Lei (n° 13.959), instituindo uma rede de ações intersetoriais que inclui o trabalho de 11 secretarias de Estado: Gabinete de Projetos Estratégicos, Gabinete do Governador, Secretaria de Saúde, da Educação, do Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, da Mulher, de Planejamento e Gestão, de Agricultura e Reforma Agrária, da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, Cultura e Turismo Esporte e Lazer. Desta forma, o Programa atua nos eixos prioritários de saúde, educação, desenvolvimento social e assistência.
 
As ações são desenvolvidas por meio dos Cantos Mãe Coruja. Cada uma dessas unidades conta com dois profissionais para cadastrar e acompanhar as gestantes e seus filhos, articulando as ações das diversas secretarias estaduais, municipais, sociedade civil organizada e parceiros, criando assim uma rede solidária para o cuidado integral da gestante, filho e família. Após o nascimento, a criança também passa a ser acompanhada até completar cinco anos de idade.
 
Dentro das ações desenvolvidas pelo Mãe Coruja, mantém-se um calendário de capacitações para profissionais de saúde dos municípios onde o Programa atua, nas áreas de: saúde da mulher, parto humanizado, imunização, aleitamento materno, segurança alimentar e nutricional, monitoramento da criança de risco, entre outros. Há, também, o incentivo a investigação do óbito materno, fetal e infantil. No sentido de avaliar o desempenho, visualizar necessidades e encaminhamentos, foi criado o Sistema de Informação (SIS), por onde se faz o monitoramento das ações.
 
O Mãe Coruja, atualmente, conta com mais de 156 mil mulheres cadastradas e cerca de 110 mil crianças acompanhadas (SIS Mãe Coruja - julho/2016).
 
PLATAFORMAS DE ATUAÇÃO
 
Site do Mãe Coruja
 
Endereço eletrônico oficial do Programa Mãe Coruja Pernambucana. Contém Blog de notícias onde são retratadas as atividades realizadas nos Cantos em todo Estado, por meio da visão dos profissionais que atuam na ponta. Também informa sobre ações intersetoriais, realizadas pelas secretarias participantes e abriga informações de cunho institucional.
 
Para acessar: 
 
Redes Sociais (Facebook, Instagram)
 
Difundir as atividades realizadas no Programa Mãe Coruja Pernambucana para o público em geral, promovendo orientações sobre saúde, higiene, desenvolvimento infantil, empreendedorismo, datas comemorativas, prestação de contas e informações institucionais.
 
Para acessar:
 
 
Mãe Coruja no Rádio
 
Programa semanal com 30 minutos de duração, realizado em parceria com a Rádio SEI, contendo entrevistas com profissionais, gestantes e parceiros institucionais, sobre temas de interesse do Mãe Coruja. O programa também disponibiliza dicas de saúde e momento musical.
 
Programa Mãe Coruja
Diretora de Políticas Estratégicas do Programa Mãe Coruja: Ana Elizabeth de Andrade Lima
Telefone: (81) 3182.6659 / 3184.0568

Aplicativos

Nenhum documento para download encontrado.