Criado em 2007, por meio do decreto de n° 30.859, o Programa Mãe Coruja Pernambucana está presente nas 12 Regiões de Saúde, em 105 municípios pernambucanos, sendo 103 sob a gestão estadual e 2 sob a gestão municipal (Ipojuca e Recife), com a Cooperação Técnica Estadual.
 
O objetivo do Programa é reduzir a mortalidade materna e infantil, trabalhando Políticas Públicas integradas por ações estratégicas articuladas e intersetoriais dos eixos de saúde, educação e desenvolvimento social, por meio de 11 Secretarias de Estado: Saúde; Educação; Desenvolvimento Social Criança e Juventude; Planejamento e Gestão; Agricultura e Reforma Agrária; Mulher; da Micro e Pequena Empresa; Qualificação e Trabalho, Ciência e Tecnologia; Cultura; Projetos Especiais; Turismo, Esporte e Lazer.  
 
O Programa também tem o objetivo de garantir uma boa gestação e um bom período posterior ao parto às mulheres, e às crianças o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável. A ação busca reduzir a morbi-mortalidade materna e infantil, assim como estimular o fortalecimento dos vínculos afetivos entre mãe, filho e família.
 
Em 2009, o governador Eduardo Campos transformou o Programa em Lei, por meio da Lei de N° 13.959, de 15 de dezembro de 2009. As ações são desenvolvidas por meio dos Cantos Mãe Coruja, espaços físicos que estão presentes em todos os municípios com mortalidade acima de 25 para cada 1.000 nascidos vivos. Atualmente, o Programa acompanha mais de 140 mil mulheres e 90 mil crianças.
 
Cada canto Mãe Coruja conta com dois profissionais para cadastrar e acompanhar as gestantes e seus filhos, articulando as ações das diversas secretarias estaduais, municipais, sociedade civil organizada e parceiros, criando assim uma rede solidária para o cuidado integral da gestante, filho e família. No sentido de monitorar, visualizar necessidades e encaminhamentos, foi criado um sistema de informação por onde se faz o monitoramento das ações.
 
O Programa tem como objetivo cuidar da gestante e da criança, através da articulação com a rede de saúde existente no município e após o nascimento, a criança também passa a ser acompanhada pelos profissionais dos Cantos Mãe Coruja até completar cinco anos de idade.
 
Além da implantação e equipagem dos Cantos Mãe Coruja, o Programa investe também na estruturação de equipamentos para utilização nas maternidades por meio de convênios com os municípios. Dentro das ações desenvolvidas pelo Programa, mantém-se um calendário de capacitações para profissionais de saúde dos municípios onde o Programa atua, nas áreas de: saúde da mulher, parto humanizado, imunização, aleitamento materno, segurança alimentar e nutricional, monitoramento da criança de risco, entre outros. Há, também. o incentivo a investigação do óbito materno, fetal e infantil.
 
Programa Mãe Coruja
Diretoria de Políticas Estratégicas do Programa Mãe Coruja
Ana Elizabeth de Andrade Lima
Telefone: (81) 3182.6659 / 3184.0568
E-mail: dggcpe@gmail.com

 

Lista de municípios que contam com os Cantos Mãe Coruja:

 
I Regional de Saúde – Araçoiaba.
II Regional de Saúde – Aliança, Casinhas, Condado, Cumaru, Ferreiros, Macaparana, e Salgadinho e São Vicente Férrer.
III Regional de Saúde - Amaraji, Catende, Cortês, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Quipapá, Rio Formoso e Xexéu.
IV Regional de Saúde – Agrestina, Belo Jardim, Bonito, Camocim de São Félix, Ibirajuba, Riacho das Almas, Jataúba, Jurema, Panelas, Sairé, Sanharó, São Caitano, Tacaimbó e Vertentes.
V Regional de Saúde - Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São João e Terezinha.
VI Regional de Saúde - Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga e Venturosa.
VII Regional de Saúde - Mirandiba e Terra Nova.
VIII Regional de Saúde - Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista.
IX Regional de Saúde – Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilandia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade.
X Regional de Saúde – Carnaíba, Iguaraci, Itapetim, Santa Terezinha e Solidão.
XI Regional de Saúde – Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São Jose do Belmonte, Serra Talhada e Triunfo.
XII regional de Saúde - Aliança, Condado, Ferreiros, Macaparana, e São Vicente Férrer

Aplicativos

Nenhum documento para download encontrado.